Pages

Porque ainda um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará.(Hb.10:37)

welcome to my site

User Login

On sábado, 15 de maio de 2010 1 comentários


A "novela" em torno do livro "Mamãe, como eu nasci?", adotado este ano pela Prefeitura do Recife, teve mais um capítulo ontem. Pela manhã, foi realizada uma audiência pública no plenarinho da Câmara dos Vereadores para discutir os prós e os contras da obra, considerada por alguns pais avançada demais para os filhos de 8 a 10 anos. O livro, escrito pelo educador carioca Marcos Ribeiro, é destinado a crianças dos 7 aos 10 anos. Por causa da polêmica, no fim do mês passado o governo municipal suspendeu temporariamente a entrega dos exemplares aos alunos. O encontro contou com a presença de pais, professores, vereadores e representantes da Prefeitura e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Apesar das discussões acaloradas entre evangélicos e docentes, não houve encaminhamentos. Outras duas audiências devem ser marcadas na próxima semana.

A reunião de ontem foi presidida pelo vereador André Ferreira, membro da bancada evangélica. Durante sua explanação, ele chamou o paradidático de "pornográfico" e sugeriuque fossem distribuídas bíblias nas escolas, ao invés do livro de educação sexual. Os pais de alunos presentes na audiência concordaram. As críticas do evangélico foram direcionadas às ilustrações que mostram um menino e uma menina se masturbando. O garoto, dentro de uma banheira. Ela, assistindo TV no quarto. A secretária de Educação do Recife em exercício, Ivone Caetano, rebateu as considerações. "Este livro é recomendado pelo Ministério da Educação (MEC) e ensina a criança a viver sua sexualidade de forma saudável e responsável", justificou.

A promotora de Justiça Katarina Moraes, representante do MPPE, também defendeu o uso nas escolas. "Há, neste livro, importantes contribuições no combate à pedofilia porque orienta as crianças a não permitir que adultos toquem partes íntimas de seus corpos. A secretaria está no caminho certo", opinou. Alguns professores presentes também se pronunciaram favoráveis à obra. Mas ressaltaram que ela deveria ter vindo inserida em um trabalho pedagógico envolvendo toda a comunidade escolar: docentes, pais e alunos.

Para o vereador Daniel Coelho, líder da oposição, a política educacional do município deve sempre buscar o consenso. "O pai que não tem condições de pagar a mensalidade de uma escola particular é obrigado a matricular o filho na pública e deve ter respeitado seus princípios que podem ser liberais ou conservadores", ponderou.


Meu parecer:
Isso com toda certeza não é educação infantil, e sim, destruição da inocência infantil. Uma cartilha que ensina uma criança de 6 a10 anos a se masturbar não pode ser considerada educacional. 
Meu Deus aonde está a coerência desse povo? É de se indagar vendo tal noticia, os nossos filhos está sendo vitimas de uma sociedade decaida, de conceitos errados e ideologias satanicas, diante de tal fato vemos que o Diabo não está brincando, ele está tentando de todas as formas destrui o que resta ainda de moral no ser humano e com esse objetivos ele antecipa o seus ataques a nossas crianças para que elas sejam pessoas pervertidas futuramente.

Irmãos, penso que nunca foi (em nossa geração) tão importante buscarmos a Deus com todas as nossas forças, como nesse tempo presente. Quem sabe você não diga consigo mesmo, mas isso é o cumprimento das coisas, e com isso aceite esse terrível sistema mundano, mas se você pensa assim, estará errado, pois a bíblia nos ensina para não nos conformar com esse mundo, mas  transformá-lo pela renovação de nosso entendimento (Rm.12.2).
Irmãos, é hora de sentirmos a miséria desse mundo,  lamenta e chorar por ele, tornar o nosso riso em pranto, e a nossa alegria em tristeza (Tg.4.9), pois será um sentimento nobre pelo o que está acontecendo em nosso redor, e com certeza Deus mudará muita coisa, em nosso redor, a começar por nós.

Ser cristão não é moda, mas é honrar a Deus e a sua palavra, então ensinemos o caminho que as nossas crianças deve andar, e com certeza esse caminho sempre estará diante dela (Pv.22.6 e Pv.23.13).

Jean Patrik

1 comentários:

Lee Bano disse...

Tá, o mais importante: como faço para adquitir uma cópia e ter também uma opinião sobre o assunto, já que estou sendo guiado pela opinião de outros?