Pages

Porque ainda um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará.(Hb.10:37)

welcome to my site

User Login

On quinta-feira, 26 de novembro de 2009 3 comentários

Epístola da redação


Estatística assustadora divulgada por uma das mais importantes revistas semanais do Brasil revela que em 2020 metade da população brasileira será evangélica. Muitos setores deste segmento comemora a projeção. O mercado de produtos evangélicos é um dos que mais cresce e alavanca a economia. E isso também já está se setorizando: o mercado de produtos para mulheres vem crescendo nos últimos anos. São bíblias, livros, roupas, cosméticos, acessórios. Mas crescer numericamente não é só alavancar a economia. Atualmente, os valores cristãos evangélicos impactam a sociedade?

E a pergunta de capa não quer calar: crescer numericamente é bom ou ruim? O leitor pode estar se perguntando onde está o mal do maior país católico do mundo se tornar cada vez mais evangélico. O mal não está nos números, afinal, se queremos ser reconhecidos como ‘feliz nação que serve ao Senhor’, conceitos e valores bíblicos devem ser aplicados. O mal, no entanto, não está na quantidade, mas na qualidade. Desde o ‘boom gospel’ em meados dos anos 90, igrejas evangélicas pipocam pelo país, em sua maioria neopentecostal, em sua maioria pregando a Teologia da Prosperidade. O crescimento do protestantismo pode ser desregrado, sem controle, sem valores éticos e bíblicos. E isso é preocupante.

Tratar evangelismo de forma séria vai além de ‘evangelizar’, está em plantar igrejas sérias, fazer discípulos. Estejam onde estiverem, desde a comunidade nipo-brasileira à tribo de surfistas. Fazer discípulos, desde a Judéia, Samaria até os confins da Terra.

Evangelizar, ensinar, discipular, manter a ética protestante e valores bíblicos é desafio de todos os cristãos. E é desafio para os próximos 11 anos. Para os próximos séculos.


Fonte:http://www.eclesia.com.br/default.asp

Regina de Oliveira
Editora

3 comentários:

Eder Borges disse...

A paz,
Estou visitando seu blog, gostei. Vou segui-lo.
Gostaria de convidar você a visitar meu blog, deixar seus comentários sobre os posts e principalmente SEGUI-LO, assim como sigo o seu. Esse é o endereço:
http://ederborges22.blogspot.com/
Grato, fique na Paz do Senhor.

Vanessa Dutra disse...

Paz do Senhor!

Estou fazendo em meu blog uma pesquisa de opinião sobre o tempo em que estamos vivendo (dizem que é de unção, milagres, etc. Será?). Peço que participe. Basta deixar um comentário sobre o assunto na postagem mais recente.

Obrigada e Deus abençoe!

Hermes C. Fernandes disse...

Meu caro Jean,

Li o link que você me enviou e agradeço. Com um só verso pode-se derrubar tal teoria. Se Miguel é o próprio Cristo, por que Judas diz em sua epístola que ele não pôde repreender a Satanás por reconhecer sua autoridade? Por que ele disse "O Senhor te repreenda", em vez de simplesmente dizer "Eu te repreendo?"

De fato, o "Anjo do Senhor" é uma manifestação veterotestamentária de Cristo, porém Miguel é o mais elevado dentre os anjos, e não é o Filho de Deus Altíssimo.

Forte Abraço.